A Arte da Guerra no E-commerce

A aplicação de alguns conceitos do livro A Arte da Guerra no e-commerce, pode ajudar em muito quem está pensando em montar uma loja virtual.

Este livro, escrito pelo general chinês Sun Tzu, um dos maiores estrategistas militares de todos os tempos, data de aproximadamente 500 AC e foi adotado por várias empresas como manual de planejamento estratégico.

No comércio eletrônico, os conceitos da Arte da Guerra se encaixam como uma luva, e analisando diversos cases de sucesso, e de fracasso também, podemos identificar exatamente quais das iniciativas se pautaram nos conceitos deste livro, mesmo sem perceber.

Primeiro Capitulo – Estabelecendo os Planos

O primeiro capítulo da obra original de Sun Tzu é intitulado Estabelecendo Planos e essa já é uma das maiores dicas sobre o uso da Arte da Guerra no e-commerce, comece seu projeto por um planejamento detalhado e minucioso de todas as etapas do negócio.

“ A arte da guerra é uma questão de vida e de morte, um caminho tanto para segurança quanto para ruína. É portanto, um motivo de preocupação que sob nenhuma circunstância deve ser negligenciado.”

Muitos empreendedores tem a falsa ideia que na Internet tudo é fácil e intuitivo e se esquecem que a época da “brincadeira na internet” já vai longe. O e-commerce atualmente movimenta bilhões e não existe mais lugar para o amadorismo.

Um bom planejamento, que envolva a elaboração de um Plano de Negócios, uma detalhada Análise SWOT do negócio e a criação de um verdadeiro Projeto de E-commerce, significa o caminho para o sucesso.

Já o improviso e o amadorismo representam o caminho certo para a ruína citada por Sun Tzu.

O que diz Sun Tzu sobre os nichos de mercado

A atuação em nichos de mercado é tida como uma das principais indicações para quem pretende ingressar no e-commerce.

Evitar a briga com players poderosos é uma boa opção para quem deseja se estabelecer no comércio eletrônico, principalmente em um mercado tão competitivo como o atual.

Ao que tudo indica SunTzu estava de acordo com esse posicionamento, pois em sua avaliação do poder do inimigo (concorrentes), disse o seguinte:

“Se o inimigo estiver seguro em todos os sentidos, prepare-se para enfrenta-lo. Se o inimigo tiver uma força superior, fuja dele.”

No ambiente negocial, mesmo focando em um mercado de nicho, nem sempre é possível evitar o combate, e nesse caso, o único jeito é se estruturar e se preparar para a batalha inevitável. Mas se em sua avaliação, a concorrência tiver uma força estupidamente superior à sua, a alternativa mais coerente é justamente evitar o combate a todo custo.

Se a batalha for inevitável, vale então outro ensinamento de Sun Tzu:

“Ataque o seu inimigo onde ele estiver despreparado, apareça onde não é esperado.”

Sugeri que você fizesse uma análise SWOT do seu negócio para elaboração do seu projeto no início deste texto. Agora, sugiro que seguido a filosofia da Arte da Guerra no E-commerce, você faça uma análise deste tipo dos seus maiores concorrentes e os ataque justamente no ponto que você identificou como fraquezas deles.

Em qual dos elementos principais do sucesso de um e-commerce eles estão vulneráveis? Concentre seus esforços em ações para superá-los nestes quesitos, e deixe isso bem claro para os seus clientes.

A Arte da Guerra no Comércio Eletrônico

Sem planejamento não há como vencer a batalha

Encerrando esse primeiro capítulo, SunTzu afirma:

“O general vitorioso na batalha, faz entretanto, muitos planos reservadamente antes de entrar em combate. O general perdedor na batalha faz poucos planos antecipadamente. Assim, fazer muitos planos leva à vitória e poucos planos, à derrota: quanto mais nenhum plano! Com base nesse raciocínio, sou capaz de prever de quem será a probabilidade de ganhar ou perder.”

Minha interpretação desse trecho adaptada a Arte da Guerra no E-commerce é que, como já sabemos pela experiência de anos trabalhando neste mercado, é que o elemento chave para o sucesso no e-commerce está justamente no planejamento.

Nos cursos que ministro, mesmo após expor de forma exaustiva a importância do planejamento no e-commerce, percebo, que alguns participantes ainda acreditam que podem ter sucesso com um projeto montado em cima de pressa e improviso.

É nesse momento que consigo distinguir quem tem chance de vencer a batalha pela conquista do mercado e quem vai cair pelo caminho.

A Arte da Guerra no E-commerce é feita de pequenos detalhes, assim como na guerra tradicional.

Por isso, faça como Sun Tzu e planeje cada passo para garantir sua vitória na batalha pela disputa do mercado. Mantenha-se atualizado assinando a minha Newsletter.

A Arte da Guerra no e-commerce
5 (100%) 18 votes
Há mais de 12 anos trabalho com marketing digital e comércio eletrônico, duas das minhas paixões profissionais. Iniciei minha carreira online nos idos de 2001, trabalhando com o desenvolvimento de sites e em minha jornada profissional acabei me envolvendo com o marketing digital, que hoje em dia é minha atividade principal, como consultor, professor em cursos especializados e palestrante. Atualmente trabalho como diretor técnico e educacional da Academia do Marketing e Curso de E-commerce, duas escolas especializadas que ajudei a fundar e que tenho o prazer de ajudar em seu desenvolvimento. Além disso, trabalho também como consultor nas áreas do marketing digital e comércio eletrônico nestas duas empresas, desenvolvendo, implementando e monitorando projetos nestas duas áreas, para um seleto grupo de clientes.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here