Gestão de crises nas mídias sociais – Como se preparar e agir

Veja neste artigo qual a importância da gestão de crises nas mídias sociais como estratégia para evitar o desgaste das marcas nestes canais. Confira os principais pontos a serem observados e como lidar com as inevitáveis crises nas mídias sociais.

Gestão de crises nas mídias sociais – Como se preparar e agir

A gestão de crises nas mídias sociais durante muito tempo passou como uma questão menor para as empresas que utilizam estes canais como forma de comunicação com seus consumidores e clientes em potencial.

O problema é que as crises nas mídias sociais podem na verdade, jogar por água abaixo todo o trabalho de divulgação da marca nestes canais, e por isso, merecem uma atenção especial por parte dos gestores.

A popularização das mídias sociais, transformou a maneira pela qual clientes e marcas se relacionam. Nestes canais de comunicação, as empresas têm a oportunidade de conhecer melhor seu público, interagir com ele de forma rápida e, consequentemente, se fortalecer no mercado.

Para os usuários, as mídias sociais passaram a servir como canais de SAC, que, diferente dos meios tradicionais, têm grande visibilidade e impacto, o que torna a gestão de crises nas mídias sociais uma função crítica para preservação da imagem das marcas.

Quando a comunicação se transforma em uma crise nas mídias sociais

Com as mídias sociais, os consumidores ganharam voz para avaliar, criticar e divulgar suas opiniões. Bem ou mal, estes usuários estão falando sobre as marcas que consomem.

Essa liberdade de expressão, somada ao poder de reverberação e o alcance destes canais, pode funcionar como ponto de partida para o que chamamos de “crises de imagem”, que colocam em risco a credibilidade da marca no ambiente online e até mesmo fora dele.

Por este motivo, feedbacks negativos nas mídias sociais trazem um problema para gestores de comunicação e marketing: Como lidar com as crises nas mídias sociais?

Como lidar com a gestão de crises nas mídias sociais

Confira abaixo algumas dicas de como lidar com a gestão de crises nas mídias sociais e quais os procedimentos que as marcas devem adotar em uma situação destas.

1 – Se preparando para gerenciar crises nas mídias sociais

Para muitos especialistas, o grande segredo é justamente se preparar para enfrenta-las. Uma das ferramentas mais importantes no gerenciamento de crises nas mídias sociais é justamente um plano de ação pré-definido, que servirá como bússola nestas situações.

A elaboração de uma lista com ações pré-definidas ajudará a manter a calma e o equilíbrio necessário para sair da zona de risco e definir novas estratégias.

Apesar de ser um processo complexo e individual, considerando os diferentes aspectos e questões que envolvem cada tipo de problema, alguns passos parecem ser os mais óbvios eficientes para tratar uma crise nas redes.

2 – Políticas internas e diretrizes corporativas

A gestão e prevenção de crises de imagem devem abranger não somente a área de comunicação e marketing, mas todos os setores da empresa envolvidos no episódio.

É necessário definir políticas internas e diretrizes claras que garantam o alinhamento dos processos e ações em todos os setores. A coerência entre o posicionamento da empresa como todo é altamente favorável.

3 – Crie um espaço exclusivo para interação

Um ponto importante na gestão de crises nas mídias sociais é criar um ambiente exclusivo para a interação com os seus clientes. Para evitar que o problema se espalhe para outros canais, estabeleça um espaço no qual os clientes poderão fazer suas perguntas, críticas e desabafos.

Fazer com que as discussões ocorram no “seu território” facilita o controle e a detecção de possíveis desdobramentos da crise.

Gestão de crises nas redes sociais

4 – Seja ágil e transparente durante a crise

Na gestão de crises nas mídias sociais a agilidade é fundamental. Ainda que as estratégias não estejam totalmente definidas, reconheça publicamente a existência do problema e posicione-se rapidamente perante o mercado e clientes.

Na hora de elaborar o discurso, lembre-se de manter a transparência e a autenticidade. As pessoas percebem este posicionamento e o consideram adequado, o que pode ajudar a contornar o problema.

5 – Monitore todo o processo

Tenha um sistema montado para monitorar outros meios e fontes. O monitoramento de mídias sociais neste caso, irá ajudar a identificar o público e quem são os influenciadores, possibilitando a definição de estratégias e respostas precisas.

É importante, no entanto, manter as respostas apenas nos canais onde o problema está sendo comentado. Nunca leve a crise para outra mídia social, ao invés de minimizar, estará disseminando o problema.

6 – Aprenda com as crises nas mídias sociais

Uma vez resolvida a crise, faça uma análise detalhada de todas as estratégias e ações da empresa durante o episódio:

  • Avalie o posicionamento dos clientes nas mídias sociais
  • Analise a postura dos colaboradores envolvidos
  • Mensure os impactos na imagem
  • Descubra onde a crise começou
  • Verifique como ela se espalhou

Trabalhando dessa forma a marca a marca poderá entender melhor a dinâmica das crises nas mídias sociais e descobrir os caminhos para que situações como estas não se repitam adiante.

Como você pode ver, a gestão de crises nas mídias sociais é uma questão crítica, mas quando nos preparamos para enfrenta-las, o processo se torna bem mais fácil. Mantenha-se atualizado assinando a nossa Newsletter.

Publicado originalmente no Empreendedor Online

Artigos Relacionados

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Mídias Sociais

Gestão Crises nas Redes Sociais

Gestão de crises nas mídias sociais – Como contornar este problema A questão do gerenciamento de crises nas mídias sociais é sem dúvida alguma uma das maiores...

Mais Lidos em Mídias Sociais

Últimas Publicações

Buscar no Site