O que é Google Analytics Content Experiments

O que é Google Analytics Content Experiments

Se você ainda não sabe o que é Google Analytics Content Experiments vamos atualizar sua base de conhecimento. O Content Experiments é a mais nova ferramenta do Google para realização de Testes A/B com suporte do Google Analytics. A antiga ferramenta, o Google Websites Optimizer foi desativado no dia primeiro de agosto desse ano e suas funcionalidades foram incorporadas ao GA.

Bem, agora que você já tem uma ideia sobre o que é Google Analytics  Content Experiments vamos ver qual seria a aplicação dele em nosso site. Seja qual for o tipo de site, institucional ou de comércio eletrônico, nós sabemos que sempre há algo a otimizar.

No Content Experiments você cria um experimento em seu site e cada usuário que acessar o seu site ou e-commerce será apresentado a diferentes versões da página que está sendo testada. O Google Analytics irá gravar o comportamento destes usuários diante das opções apresentadas e determinar qual delas apresenta o melhor desempenho em função de uma meta previamente estabelecida.

Como funciona um teste A/B no Google Analytics Content Experiments

Agora que você já sabe o que é Google Analytics Content Experiment, vamos ver como configurá-lo para criar um teste de usabilidade, ou, Teste A/B. Você deverá acessa sua conta de GA e clicar na aba Conteúdo > Experiências.

1 – Escolha das páginas de experiência

A configuração do Content Experiments é feita em quatro etapas. Na primeira delas você define os elementos do teste, ou seja, a página original e as páginas que devem ser testadas. Você pode realizar até seis testes diferentes, mas cuidado para não criar opções demais para que o experimento não perca sua expressão estatística.

O que é Google Analytics Content Experiment e como realizar o teste A/B

O que é Google Analytics Content Experiments – Etapa 1

Uma dica de SEO. Ao criar as páginas de teste, deixe elas como No Index e No Follow para evitar problemas no rankeamento da página original no Google.

2 – Opções da experiência no Google Content Experiments

Na segunda etapa você define quais são as opções da experiência como a Meta a ser atingida, o percentual de usuários que farão parte do teste, a consolidação dos dados e notificações por e-mail sobre alterações na experiência.

3 – Código da experiência

Nessa etapa, o Content Experiments fornecerá o código que deverá ser implementado na Página Original do teste.  Aqui entra um pouco de programação para inserção o código de controle. No caso de lojas virtuais, algumas plataformas de e-commerce já possuem essa opção.

Configuração do Google Analytics Content Experiment

Configuração do Google Analytics Content Experiments

Se você estiver fazendo este teste em uma plataforma WordPress, existe um plugin muito interessante para a implementação do Content Experiments que pode ser baixado aqui.

4 – Resultados do teste no Google Analytics Content Experiments

Ativado o teste devemos esperar para que o Google Analytics armazene os resultados. O prazo de coleta de dados varia muito de caso para caso, dependendo muito do número de acessos ao experimento. Em termos estatísticos, o ideal é que tenhamos pelo menos trinta ocorrências de cada hipótese envolvida no teste.

Resultados do Google Analytics Content Experiments

Resultado de um teste no Google Analytics Content Experiments

Como sempre lembro em nosso curso de Google Analytics e web análise, não se esqueça de sempre confirmar uma métrica com outra do conjunto para evitar cair em armadilhas. Como tudo de bom em matémática, os resultados são simples e diretos. Fica bem fácil determinar qual das opções apresenta melhor taxa de conversão.

Agora que você já sabe o que é Googla Analytics Content Experiments e como configurá-lo, mãos a obra e vamos realizar alguns testes?

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>